sexta-feira, 27 de junho de 2008

o João é um provinciano

Conquanto meu ecumenismo não seja um ecumenismo de miolo mole, e eu admita que exista essa história de certo e errado, pretendo ater-me aqui apenas ao que nos é comum ater-me ao tal do “cristianismo puro e simples” de que falava Lewis. Será isso possível? É o que vamos a ver.

Mas o João falou em “olhares de reprovação” dos muçulmanos. Ora, João, digamos que eles tenham métodos mais drásticos contra isso de diversidade religiosa. Até.

2 comentários:

ed disse...

Muito bem, Nagel. Vai já para o meu googlereader.

Então você é o Lennon da estória? Haha.

Abraço.

Gustavo Nagel disse...

Rapaz, a rigor, e por merecimento, eu não deveria nem fazer parte do quarteto. :-)

Será certamente uma honra tê-lo como leitor.

Abraços.